EspaÁo Alternativa de Vida Espaço Alternativa de Vida Instagram Facebook

gif
Envie a um(a) amigo(a)

O Hara

A import√Ęncia de Trabalhar o Hara


Contribuíção de Ronaldo Mendonca Doehler


O Hara - palavra japonesa que significa ventre é, para a cultura oriental,
a principal referência do corpo, sendo o centro do equilíbrio
físico, psíquico e emocional.


Localizado entre o primeiro e segundo chakras - cerca de seis dedos abaixo
do umbigo, na mesma localização geográfica do ponto G
- é para ele que, segundo os chineses, convergem a energia celeste,
que entra pela cabe√ßa, e a energia tel√ļrica, que entra pelos
p√©s. Quando essas duas correntes din√Ęmicas se encontram, criam
uma pororoca de força vital que se espalha por todo o corpo.


Para os japoneses, o Hara é o centro de consciência e equilíbrio
de seus samurais, arqueiros Zen e sacerdotes, sendo o foco principal de toda
a sua cultura. Chamado de ponto zero, é meditando nele que os velhos
sábios encontram inspiração para seus conselhos. Já
os indianos chamam esta prodigiosa regi√£o de Kandha, um pequeno ovo
de energia de onde surgem a for√ßa vital original e as informa√ß√Ķes
básicas para a formação dos chakras.


Essas 3 culturas nos apontam para o fato de que é nele que reside o
nosso Buda interno. Ao nos aprofundarmos em medita√ß√Ķes do Hara,
adquirimos uma capacidade de discernimento √ļnica e passamos a ver o
mundo através de uma ótica própria e legítima.
Ao estimulá-lo com a respiração, criamos uma ponte entre
o desejo, a imaginação e a capacidade de realização,
adquirindo maior clareza de nossas aspira√ß√Ķes, das oportunidades
que temos à nossa volta e de como aproveitá-las.


Podemos encontrar no Hara a nossa matriz formadora. Por um lado, ele é
o local onde est√£o impressas todas as informa√ß√Ķes gen√©ticas
herdadas e, por outro, um espaço onde está registrado o temperamento
√ļnico e individual cada um de n√≥s j√° traz consigo antes
de nascer independentemente do caráter genético ou da educação
adquirida. √Č no Hara que as duas informa√ß√Ķes se misturam:
o que somos enquanto seres √ļnicos e o que recebemos f√≠sica, psicol√≥gica
e emocionalmente de nossos pais. (√Č bom lembrar que ele se situa entre
o umbigo (ligação com a mãe) e o sacro (vestígio
de nossa cauda, simbolizando a memória evolutiva pessoal) além
de como centro de equilíbrio físico ser uma referência
de independência e individualidade).


Em outras palavras, o Hara é a chave para a compreensão e para
a liberdade de nosso karma, além de apontar o nosso darma (sentido evolutivo).


O Hara √© um caminho √ļnico, uma impress√£o digital. Conforme
vamos mergulhando nele e entrando em contato com a nossa identidade legítima,
vamos descobrindo a √ļnica coisa que pode ser realmente significativa
pra nós: a consciência de quem somos.


Assim como o nosso organismo desmonta os ingredientes que comemos, para extrair
os nutrientes necess√°rios o Hara tem a sabedoria de entender como desconstruir
as nossas experiências, para que permaneçam apenas as partes mais
puras e verdadeiras. Ele oferece a chave para o desengano, para que os medos
sejam transformados, a culpa seja transcendida e a vida não seja substituída
por imagens ilusórias.


Identificado como o centro da desmistificação onde mora a nossa
face original - aquela que j√° era antes de aprendermos a ser -, ele
nos leva a experimentar espaços de profundo silêncio e traz a
sabedoria de como apreciar os instantes em que estamos sós.


Sua estimulação, através das práticas de meditação
e t√©cnicas de respira√ß√£o, leva a um estado √ļnico
de êxtase, fazendo com que os pequenos acontecimentos do dia-a-dia proporcionem
sentido, prazer e realização.


Benef√≠cios Gerais das medita√ß√Ķes e respira√ß√Ķes
do Hara


No aspecto psicológico-emocional:



  • Aumentam a autoestima e o amor-pr√≥prio

  • Facilitam o contato com a realidade

  • Revelam a beleza e a alegria do mundo ao redor

  • Possibilitam lidar com maior volume de sentimentos

  • Desidentificam-nos com o ego contactando o self

  • Cortam elos de depend√™ncia

  • Eliminam desequil√≠brios causados por car√™ncia afetiva


No aspecto físico-energético:



  • Revitalizam e desintoxicam os chakras

  • Aumentam a disposi√ß√£o e o √Ęnimo

  • Regulam e revigoram as gl√Ęndulas end√≥crinas

  • Regulam termicamente o corpo diminuindo os desconfortos da menopausa

  • Regularizam o ciclo menstrual

  • Aumentam o magnetismo e o carisma pessoal

  • Regulam o rel√≥gio biol√≥gico

  • Regularizam o movimento perist√°ltico dos intestinos


No aspecto espiritual:



  • Revelam a pureza interior

  • Trazem calma e paci√™ncia

  • Desenvolvem a intui√ß√£o, a sensibilidade e o gosto pela vida

  • Tornam precisa a b√ļssola interna, desenvolvendo o sentido de orienta√ß√£o

  • Aumentam a capacidade de compreens√£o, aceita√ß√£o e
    entrega

  • Tornam mais fluentes a inspira√ß√£o, a criatividade e a intelig√™ncia

  • Propiciam a chave para se libertar das limita√ß√Ķes da personalidade

  • Possibilitam uma constante e profunda sensa√ß√£o de conforto
    interno.

Autor do artigo: Desconhecido

Se souberes o autor do artigo, favor enviar email para:
Contato do Alternativa de Vida

A equipe do Alternativa de Vida agradece.

ContribuŪÁ„o: Ronaldo Mendonca Doehler


Contribua com seu artigo  gif

As pessoas que têm humildade não se consideram menos do que são;
elas apenas pensam menos em si mesmas.
Autor:   Desconhecido
Copyright © 2004-2019 - Espaço Alternativa de Vida - Todos os direitos reservados.